segunda-feira, 6 de julho de 2009

Amanhã é o dia da despedida!



Claro que sim, estou me referindo ao funeral do Rei do Pop, apesar de não haver escrito nada aqui até então sobre tal assunto e apesar de nunca ter sido sua fã, não posso negar que Michael Jackson também tenha feito parte de momentos significativos de minha vida e acredito que de uma grande parte das pessoas ao redor do mundo pelas inúmeras demonstrações de admiração e homenagens que estão sendo feitas a quase duas semanas desde sua morte.

Um dos momentos marcantes de minha vida que tem ligação direta com a música de Michael aconteceu aos meus 7 anos de idade, não é segredo até para o mundo mineral, como diz Mino Carta, o quanto a dança e dançar são importantes para mim e foi exatamente uma música dele a primeira que dancei, Don't stop get enough, olha aí o clipe:

http://www.youtube.com/watch?v=4_hz2am90Hk.

Lembro-me bem o quanto ela tocava naquele tempo nas rádios.

O outro momento aconteceu quando eu já era adulta, vez por outra passava algum documentário, entrevista com ele na TV, porém sinceramente nunca me interessei, mas, antes que mudasse de canal deu tempo para que eu escutasse algo primoroso, a explicação do que para ele era necessário saber para aprender a dançar, foi esta a pergunta que o entrevistador fez e ele transformou em palavras e gestos aquilo que eu sentia quando imaginava a resposta para algo desse tipo.

O que ele disse, foi algo mais ou menos assim em "tradução" livre minha:... dançar não se aprende olhando, decorando coreografias, seguindo passos marcados, para saber dançar você precisa permitir que a música leve você, deixá-la flui, entrar em você, primeiro ir subindo por seus pés, suas pernas, ir tomando conta de todo o seu corpo e deixar que o ritmo lhe conduza e aí você já estará dançando...

Nunca antes e nem depois ouvi alguém descrever tão bem o que é dançar de verdade, nisso Michael Jackson era realmente um gênio para mim!

Nenhum comentário: