quarta-feira, 29 de julho de 2009

No mundo de God of War


Pois é, minha iniciação no mundo dos games para jogar em Play Station foi de cara com o que dizem ser um dos melhores já feitos.

Sempre gostei de jogar, diferentemente do que costumam afirmar quando se trata de meninas ao dizer que jogos é uma preferência masculina, comigo nunca foi assim, lembro-me de matar aula para jogar fliperama na praça perto do colégio, lembro-me também da primeira vez que fui a um Shopping, foi com minha turma de escola num passeio, joguei contra os meninos e ganhei de todos, desde sempre foi assim.

O meu apelido preferido vem desse gosto pessoal, o “Super" com que grande parte d@s meus/minhas amig@s me chamam vem do Super Mario Bros, não porque eu gostasse deveras de jogá-lo, mas sim porque quando Danny e eu nos conhecemos por coincidência estava dando uma chance a ele para fazer parte de minha lista de preferidos, nunca aconteceu isso, mas o que restou de bom foi justamente a tal denominação com a qual Danny começou a me chamar e com o passar do tempo outras pessoas foram fazendo o mesmo, até se tornar comum.

Mas, enfim o fato é que God of War é massa, nunca tinha jogado com Play Station em minha vida até poucos meses atrás. Meu mô me ensinou a jogar e de primeira vez estavam lá, eu, o Play Station 2 e o 1º God of War, ahhhhhh...

O jogo é bem violento, o que me atrai, gosto de destruir coisas, há inúmeras tarefas a serem feitas, não deixando de lado a necessidade do raciocínio, muito pelo contrário, acompanhamos Kratos, um espartano com habilidades e poderes que vão sendo dados por Deuses como Atena, Poseidon, Afrodite, ele precisará destruir Ares, o Deus da Guerra, pois assim Atena lhe concederá o desejo de que esqueça todas as maldades e tristezas que sofreu em seu passado.

É basicamente isso, porém, eu não expliquei nem o mínimo do que é na realidade, chega a ser embasbacante, os cenários, os monstros que vão aparecendo, as formas de matá-los combinadas com a interatividade proporcionada pelo jogo, tudo isso faz com que não se queira parar mais de jogá-lo, dizem que o 2, é muito melhor e que o 3 é... ??? nem sei a palavra, talvez duas: simplesmente perfeito!

Então, totalmente imprescindível para quem aprecia jogos verdadeiramente desafiadores, não vai se arrepender.

2 comentários:

Ewerton Sérgio disse...

Se D.Edna souber que vc ficava a matar aula represálias surgirão.

Elis disse...

kkkkkkkkkkkkkk, agora jah foi Ewerton...