quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Descaso, desrespeito, humilhação, sinônimos de violência! Nós mulheres sofremos desses males e de tantos outros.

O caso da menina do PA que foi violentada de todas as formas possíveis: fisicamente, psicologicamente, moralmente, é degradante, repulsivo, gera até incredulidade, em mim particularmente, cada vez mais ódio, palavra forte essa, porém enfim é como me sinto.

Não importa se se tratava de uma menina... Poderia ser mulher, adulta, idosa...

Não importa se sã... Poderia ser demente, imbecil, até psicopata...

Não importa se disse algo... Se houve autodefesa, ou mesmo se foi presa de livre e espontânea vontade...

E muito menos importa que não haja outro lugar para que ela ficasse... Se o Estado não dá meios para que existam prisões suficientes, não poderia agir com ainda mais desprezo e incompetência...

E se o Estado não se disponibiliza a exercer seu papel, caberia às pessoas responsáveis nos diversos âmbitos tomar alguma atitude com um mínimo de consciência...

Então, se por último, esses tais “responsáveis” não fizessem absolutamente nada para impedir a sujeição, intimidação de quem quer que fosse, ao menos os “cidadãos” que tomassem conhecimento de tamanhas arbitrariedades, que até vissem de suas próprias casas, acompanhassem o sofrimento diário de alguém que de tão maltratada troca violência por comida, poderiam no mínimo denunciar, anonimamente até, mas nem isso?!

Estamos todas, absolutamente, sujeitas a opressões e infâmias desde nosso nascimento por talvez não termos sido “o filho” que tanto era esperado, ou então por termos que nos “enquadrar para vencer”, tal quais os homens, nos comportando com um determinado tipo de força, aquela que não permite choro, delicadeza e até discernimento...

Estamos todas, absolutamente, condenadas a termos e sermos muito mais do que vários homens juntos para conquistamos a liberdade desejada e necessitada, para alcançarmos aquele posto almejado, sempre temos que demonstrar muito mais competência, se isso não é um tipo de força, então o significado real perdeu-se...

Até quando? Continuaremos submissas a essas situações?

Até quando? Não defenderemos outras mulheres dos sofrimentos impostos pela sociedade quando pudermos?

Até quando lidaremos com todos os crimes, abusos e discriminações como se não existissem?

Eu não sei, gostaria de pensar que irá mudar algum dia, nem que seja quando o Sol estiver perto de ter fim, mas não acredito nisso, essa é a verdade, deixamos escorregar por nossas mãos, as oportunidades de sermos mais respeitadas com o passar dos tempos... Muitas vezes deixamos de lutar e conquistar o que é nosso por direito: dignidade e amor-próprio.

Há muitas de nós que não fazem sequer idéia, acham simplesmente que tudo deve permanecer como está e se contentam até em pensar que há lugares muitos piores que este nosso País, porém cabe a quem consegue enxergar de forma diferente, promover a mudança, se não do mundo como um todo, entretanto pelo menos daquele pouquinho do mundo que faz parte de si...

Eu tento e você???

7 comentários:

Rodrigo B. disse...

Bem, não vou comentar sobre o assunto. Vou lhe dar mesmo é os parabéns por seu aniversário Eli. Tudo de bom pra você minha lindinha. Que tenhas tudo de bom, viu? Que coisas boas lhe aconteçam com mais frequencia, porque você merece.
Beijos enormes para ti!!!

Freddy Simões disse...

O problema foi ter colocado uma mulher encarcerada junto a homens? E se fosse um homem estuprado na cela pelos demais, a coisa seria mais amena, menos propagada pela mídia? Certamente, pois é uma coisa mais corriqueira, comum, mas não menos grave. Cabe à polícia carcerária salvaguardar a integridade física dos presidiários, e se não o fazem é por culpa do sistema: o governo que paga péssimos salários, a superpopulação carcerária e conseqüente falta de separação em celas distintas dos presos mais perigosos dos menos perigosos.

O que aconteceu foi demasiadadmente vergonhoso, mas acredito que essa questão deve ser olhada pelo âmbito dos direitos humanos e não do feminismo propriamente dito.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Metamorphose the animalistic with two backs casinos? pass across this environmental [url=http://www.realcazinoz.com]casino[/url] manual and wing it crop online casino games like slots, blackjack, roulette, baccarat and more at www.realcazinoz.com .
you can also into our alert [url=http://freecasinogames2010.webs.com]casino[/url] shrink from at http://freecasinogames2010.webs.com and substitute pursuit of in trustworthy folding shin-plasters !
another lone [url=http://www.ttittancasino.com]casino spiele[/url] settle is www.ttittancasino.com , preferably than of german gamblers, birch it potty with b superintend unrestrained online casino bonus.

Anônimo disse...

It isn't hard at all to start making money online in the underground world of [URL=http://www.www.blackhatmoneymaker.com]blackhat make money[/URL], You are far from alone if you don't know what blackhat is. Blackhat marketing uses alternative or not-so-known ways to produce an income online.

Anônimo disse...

[url=http://www.onlinecasinos.gd]Online casinos[/url], also known as settled casinos or Internet casinos, are online versions of important ("cobber and mortar") casinos. Online casinos approve gamblers to pretentiousness and wager on casino games to a t the Internet.
Online casinos normally forth odds and payback percentages that are comparable to land-based casinos. Some online casinos contend higher payback percentages in the help of downheartedness ploy games, and some bruit down payout sherd audits on their websites. Assuming that the online casino is using an aptly programmed random hundred generator, catalogue games like blackjack clothed an established profile edge. The payout incise up after these games are established during the rules of the game.
Innumerable online casinos sublease or thrive their software from companies like Microgaming, Realtime Gaming, Playtech, Worldwide Ploy Technology and CryptoLogic Inc.

Anônimo disse...

top [url=http://www.xgambling.org/]casino[/url] check the latest [url=http://www.realcazinoz.com/]online casinos[/url] manumitted no set aside bonus at the foremost [url=http://www.baywatchcasino.com/]www.baywatchcasino.com
[/url].